Bem-Vindos!

A SERVIRURI - Prestação de Serviços Técnico-Agrícolas, Lda, é uma empresa sediada na cidade de Vila Real, com instalações
espalhadas pelos Distritos de Vila Real e Bragança, cujo objectivo fundamental é servir toda a fileira do sector Agrícola,
Florestal e dos Espaços Verdes.
A nossa principal actividade, neste momento, é a produção e comercialização de um vasto leque de Espécies
Fruteiras, Florestais e Ornamentais.
Ao seu dispor temos cerca de 10 ha de Viveiros, localizados em Vila Real, Vila Pouca de Aguiar e Mirandela,
onde poderemos multiplicar a variedade/espécie que pretende, caso não conste dos nossos catálogos.
Possuímos ainda um grupo de Técnicos Qualificados que o poderão ajudar a tomar as decisões
mais acertadas, para que possa tirar o máximo partido da sua exploração.

Sempre que necessitar não hesite em nos contactar.

ENXERTIAS

Caros Amigos e Clientes,

No seguimento da nossa atitude de proximidade e acompanhamento para com os nossos clientes, realizamos mais uma operação de enxertia de castanheiros no campo, já instalados.

Tratou-se de uma operação realizada em porta enxertos de castanheiro CA-90, resistentes à doença da tinta, localizados na freguesia de Perre (Viana do Castelo).



Estas plantas foram na sua grande maioria plantados há pouco mais de um ano atrás, sendo que alguns, mais pequenos, foram plantados este ano.



Foram enxertados com três variedades distintas, a saber: Longal, Judia e Amarelal.







As plantas estavam muito bem tratadas e não se verificavam falhas de plantação o que muito ajudou na operação de enxertia.

Esta operação vem no seguimento de uma idêntica já realizada no local há cerca de quatro anos e da qual se podem observar os resultados pelas fotos abaixo.










Estas plantas estão a ser conduzidas com a copa baixa permitindo assim uma entrada em produção muito precoce e uma proteção do tronco muito interessante sobretudo em relação ao escaldão e às máquinas que circulam na parcela.

Como sempre, sabe que pode contar com a SERVIRURI e os seus técnicos, para o ajudarem no seu objetivo de sucesso na área Agrícola.


LISTA DE VARIEDADES E PREÇOS

Caros Amigos e Clientes,

Eis que surge o catálogo para a nova campanha que se inicia.

Este ano apresentamos algumas novidades, como é o caso da já referida Aronia, do Pistacio, da Romanzeira ou do Goji.
Para além destas novas espécies poderá também encontrar algumas novidades varietais.
Desde Macieiras a Citrinos, das Amoras às Framboesas, temos um novo leque de variedades que esperamos sejam do seu agrado.


Caso pretenda pode consultá-lo AQUI.

Não se esqueça que fazemos descontos para grandes quantidades.

NOVIDADE!!!! ARONIA!!!!

Estimados Clientes e Amigo,

No início de mais uma campanha de comercialização de fruteiras, a SERVIRURI tem o prazer de apresentar algumas novidades que poderá encontrar no nosso catálogo, que será disponibilizado muito brevemente.


Uma dessas novidades é a Aronia. Conhece?




A Aronia é uma planta da família das Rosáceas, originária da região dos Grandes Lagos, nos EUA. Conhecido como “Black Chokeberry”, este arbusto de folha caduca, tem não só um elevado valor ornamental, graças à sua bela floração primaveril, mas sobretudo um grande interesse agronómico pelos seus frutos que aparecem perto da chegada do Outono.



A Aronia, tal como outros frutos silvestres, tem beneficiado da contínua procura por alimentos mais saudáveis e, sobretudo graças ao seu elevadíssimo poder antioxidante, tem verificado um grande aumento na sua procura. Foi este movimento de “alimentação saudável” e de consumo de “superalimentos”, que trouxe notoriedade a este arbusto nos últimos anos.

Este arbusto, que pode viver durante várias décadas, pode no seu estado adulto apresentar 40 ou mais hastes saídas junto ao solo. Apesar de suportar uma ligeira sombra a sua produção é superior quando em pleno sol. O mesmo sucede quanto à humidade no solo, apesar de aguentarem solos ligeiramente encharcados, as plantas preferem crescer nos solos melhor drenados.


A produção do seu fruto acontece sobre a forma de cachos que apresentam entre 10 e 15 bagas cada, situados nas extremidades dos ramos, e que começam a amadurecer no final de Agosto, início de Setembro, mas aguentam-se perfeitamente na planta durante umas 4 a 6 semanas, o que permite uma calendarização mais despreocupada da colheita.




Apesar de já existirem algumas variedades seleccionadas de Aronia, elas são algo semelhantes entre elas, sendo que o facto de serem auto-férteis faz com que não seja necessário colocar mais do que uma variedade por parcela.

Um aspecto importante na Aronia é a sua necessidade de frio invernal, que ronda as 800/1000 horas de frio, valor muito semelhante às variedades de mirtilo do designado grupo do Norte.


A produção desta espécie em larga escala iniciou-se nos países do leste da Europa na década de 40 do século passado, sendo que actualmente a Polónia é de longe o maior produtor mundial, com mais de 5 000 ha. O compasso de plantação pode ser bastante variável mas o mais recomendável parece ser o 3m x 1,5m. Com esta densidade de plantas, cerca de 2 200 pl/ha, conseguem-se produções de cerca de 4 ton/ha, por volta do 5.º ou 6.º ano.


Por se tratar de um arbusto com múltiplos rebentos a sua poda baseia-se sobretudo na eliminação dos ramos mais antigos, sendo o objectivo renovar todos os que atingem os 4 ou 5 anos de idade, substituindo-os por novos rebentos. Em situações de renovação mais exigentes, poderá efectuar-se um corte geral da planta junto ao solo, promovendo assim a sua total renovação.




O aproveitamento deste fruto centra-se sobretudo na industria, onde é usualmente adicionado a sumos, compotas, gelados, etc… O seu consumo em fresco não é muito apreciado devido à sua adstringência, no entanto, é cada vez mais adicionado a preparados alimentares, farmacêuticos e até mesmo no vinho, para melhorar as suas características.


Por se tratar de um produto muito vocacionado para a indústria, a sua colheita é muitas vezes realizada recorrendo a maquinaria própria, muito semelhante à do mirtilo.

Caso pretenda experimentar esta nova cultura não deixe de consultar a SERVIRURI.

REFCAST

Caros Amigos e Clientes,

Foi com um enorme orgulho que a SERVIRURI assistiu, no passado dia 26 de Fevereiro à constituição da Associação REFCAST.
Como é do conhecimento de muitos este grupo de pessoas, instituições e empresas, tem como principal finalidade o desenvolvimento e divulgação das atividades ligadas à cultura do CASTANHEIRO.
Para nós, SERVIRURI, é realmente muito importante estar ligado à génese desta Associação enquanto associado fundador, dado o carinho especial que temos por esta cultura, a qual esperamos ver fortemente impulsionada nos próximos anos, graças ao seu potencial evolutivo.
Da nossa parte, a fileira da castanha e do castanheiro, sabe que estaremos sempre disponíveis para colaborar, seja em trabalhos como o Livro Castanheiro - Técnica e Práticas, em ensaios para selecção varietal como temos vindo a desenvolver com a UTAD, ou em ensaios de porta enxertos como estamos a desenvolver com a Estação Agrária de Viseu.
De realçar que mais do que um dia importante para a SERVIRURI, este foi um dia importante para a cultura do castanheiro e todos aqueles que se preocupam e interessam por ela.

GOJI

Estimados clientes e amigos,

Já conhecem o Goji?














O Goji é uma planta, provenientes do Noroeste da China e do Tibete, que produz umas pequenas bagas vermelhas. 
Estas bagas são consumidas no seu estado seco, cruas, depois de desidratadas ao sol, a temperaturas inferiores a 40ºC. São saborosíssimas e podem ser comidas sozinhas ou adicionadas a cereais de pequeno-almoço, saladas de frutas, batidos ou iogurtes, como aliás se pode fazer com qualquer fruto seco. 
Embora sejam uma novidade na cozinha Ocidental, os chineses têm conhecimento dos poderes especiais desta baga desde há milhares de anos. 
Das cerca de 8000 plantas e alimentos que fazem parte da Medicina Tradicional Chinesa, as bafas de Goji são consideradas a "planta-alimento" nº1.  
As bagas de Goji para além de saborosas, são fáceis de incorporar no dia-a-dia e muito ricas em nutrientes, não admira portanto que estas pequenas bagas sejam um fenómeno extraordinário de sucesso por todo o mundo. Pois são, provavelmente, a fruta mais rica em nutrientes que existe no planeta. 
São uma fonte muito completa de proteína. Contêm 18 aminoácidos diferentes, entre os quais estão os 8 essenciais ao corpo humano. Contêm até 21 minerais, entre os quais: zinco, ferro, cobre, cálcio, selénio e fósforo. Estas bagas contêm vitaminas B1, B2, B6 e vitamina E e também polissacarídeos, que fortificam o sistema imunitário, sendo que este é um dos elementos responsáveis pelo seu extraordinário efeito anti-envelhecimento.
Para retirar as dúvidas venha conhece-la na SERVIRURI.



















Neste momento de Outono / Inverno é este o aspecto delas.


CEREJEIRAS

Caros Clientes e amigos,

Apesar de ser uma cultura com algum risco, tendo em conta as alterações climáticas que temos verificado, a Cerejeira continua a ser uma das espécies fruteiras mais cultivadas no nosso país.

Como acontece para a grande maioria das espécies agrícolas, também para a Cerejeira existe uma vasta lista de variedades que o agricultor deve conhecer, para dessa forma poder realizar um investimento bem fundamentado, tendo em conta, sobretudo, as condições onde se encontra e os mercados / épocas que pretende atingir.

Na SERVIRURI temos ao seu dispor um vasto leque de variedades, que decerto se irão adaptar às suas necessidades.
Para que possa ficar com uma pequena ideia das variedades ao seu dispor, apresentamos uma pequena lista com algumas variedades que julgamos interessantes para o nosso mercado (dados relativos à região duriense):


BURLAT

Variedade de porte erecto e muito bom vigor, a sua colheita é normalmente ao dia 15 de Maio. Com uma boa produtividade, apresenta calibres entre os 7 e 9 gr. Variedade mais precoce.







SUMMIT

Esta cerejeira apresenta também um porte erecto e um bom vigor. A sua colheita é por norma a 31 de Maio, com um calibre de 9 a 11 gr e boa produtividade. Variedade de excelente qualidade.







VAN

A Van é uma variedade de porte semi erecto e vigor médio, cuja maturação ocorre por volta do dia 3 de Junho. Árvores muito produtivas, apresentam um calibre de 7 a 9 gr. Boa variedade de média estação.






DURONA 3

Cerejeira de porte igualmente semi erecto, mostra um bom vigor. A sua colheita que acontece, normalmente, a 9 de Junho é de produtividade média com calibres entre os 9 e os 11 gr. Variedade que necessita de polinizadoras.






LAPINS

Esta variedade é a mais erecta de todas as apresentadas, tem um vigor médio e atinge a maturação por volta do dia 15 de Junho. De produtividade média, apresenta calibres entre 7 e 8,5 gr. Variedade auto-fértil e polinizadora universal.






SWEETHEART

A variedade mais tardia desta listagem, com a sua colheita a acontecer por volta do dia 22 de Junho, apresenta porte semi erecto e vigor médio. Com uma produtividade boa o calibre dos seus frutos é de 8 a 9 gr. Variedade auto-fértil, de frutos atractivos e que permite a colheita de uma só vez.





Para além destas temos ao seu dispor outras variedades que igualmente lhe poderão interessar, pelo que não hesite em nos contactar.

FRAMBOESA

Caros Amigos e Clientes,

Em Portugal tem-se verificado, nos últimos tempos, um forte incremento no interesse sobre o cultivo dos Pequenos Frutos, nomeadamente, Mirtilos, Framboesas, Groselhas e Amoras.



De entre estes frutos, também conhecidos por Frutos do Bosque, a Framboesa é a mais cultivada em todo o mundo (excluindo o morango).






Este pequeno fruto é muitas vezes confundido com a amora, no entanto, o facto de apresentar-se oco após separar-se da planta faz com que um olhar ligeiramente mais atento seja capaz de o identificar correctamente.


Como acontece noutras outras espécies fruteiras, também no caso da Framboesa, existem diferentes variedades que apresentam características bastante diferentes entre elas.
Assim sendo, no caso da Framboesa existem dois factores que facilmente as distinguem, a sua coloração e o seu hábito de produção.




Quanto à coloração a Framboesa poderá apresentar várias tonalidades de vermelho, ou então um amarelo vivo.






No que diz respeito à sua forma de produção podemos optar por variedades remontantes e variedades não remontantes. De referir que a importância da escolha da variedade, quanto à sua forma de produção, depende sobretudo da região onde vai ser realizada a plantação, época de colheita desejada e modo de produção a implementar.
A grande diferença entre variedades remontantes e não remontantes prende-se com o local de produção na planta.
Enquanto as variedades remontantes produzem, essencialmente, nos ramos do próprio ano, as variedades não remontantes produzem, sobretudo, sobre os ramos do ano anterior.
Este aspecto é, especialmente, importante aquando da poda, já que esta deve ser distinta para cada um dos casos, para que não se corra o risco de eliminar os ramos produtivos.






Nas framboeseiras a poda é muitas vezes o factor que vai definir a data de maturação, o seu prolongamento ou a ocorrência de duas épocas de colheita distintas.




Para além das características distintivas apresentadas, também a época natural de maturação é um factor a ter em conta, no momento de adquirir as suas plantas. Nas framboesas poderá encontrar variedades mais precoces ou mais tardias, capazes de se adaptar aquilo que são os seus desejos de produção.

De entre um vasto leque de variedades disponíveis no mercado, na SERVIRURI poderá encontrar entre outras as seguintes variedades:

Remontantes Vermelhas: Autumn Bliss, Polka, Heritage e Polana;
Remontantes Amarelas: Fallgold e Poranna Rosa;

Não Remontantes Vermelhas: Glen Ample, Meeker, Willamette e Tulameen;
Não Remontantes Amarelas: Golden Queen.


Na SERVIRURI temos ao seu dispor um vasto leque de espécies e variedades, que seguramente poderão satisfazer as suas necessidades.

III ENCONTRO EUROPEU DA CASTANHA

Realizou-se no passado mês de Setembro, nos dias 20 e 21, o 3.º Encontro Europeu da Castanha.


Esta edição teve lugar perto da cidade de Bergerac, na Região de Bordéus, França.
Tendo contado mais uma vez com a presença de técnicos ligados à SERVIRURI.

Pode encontrar mais informações no site oficial do evento, em http://www.ctifl.fr/JourneeCtifl/Eurocasta/index.html


JÁ CONHECE O NASHI???????

Estimados Amigos e Clientes,

O Nashi, também conhecido por Pera Asiática, é um fruto originário do Extremo Oriente que apresenta qualidades organolépticas e aromáticas que facilmente o distinguem dos seus parentes mais próximos, as Pêras.
Com calibres que podem chegar aos 70/85 mm este fruto poderá conquistar uma parte do mercado nacional de frutas, graças, não só à sua aparência algo exótica, mas sobretudo pelo seu conhecido efeito diurético, pelas suas características facilitadoras da digestão e pelo elevado teor em Magnésio (elemento muito importante para a saúde).

A sua cultura adapta-se às zonas tradicionais de Pereira e Pessegueiro e apresenta boa resistência a temperaturas invernais baixas (até -30ºC).
As situações mais problemáticas podem ocorrer em zonas ventosas (possibilidade de ocorrerem perdas de frutos por feridas de fricção), zonas de fortes geadas primaveris (floração mais precoce que a pereira) e atracção dos pássaros (a sua coloração pode ser muito atractiva).

Os compassos de plantação podem variar com o sistema de condução entre os 5m x 3,5m e os 4m x 1,5m.






As variedades disponíveis no mercado nacional dividem-se entre as claras ou lisas e as bronzeadas ou rugosas.
Na SERVIRURI pode encontrar, entre outras, as seguintes variedades:





Hosui - Coloração bronzeada, bom calibre, polpa doce, saborosa e perfumada. Árvore vigorosa;







ChojuroColoração bronzeada, bom calibre, polpa doce, consistente e algo granulada. Árvore vigorosa e rústica;







ShinseikiColoração clara, bom calibre, polpa doce, saborosa, consistente e um pouco granulada. Árvore de vigor médio a forte;









NijisseikiColoração clara, calibre médio, polpa doce, saborosa, crocante e perfumada. Árvore de vigor médio;






Uma vez que o Nashi é incompatível com os porta-enxertos de marmeleiro (por exemplo o BA-29), as enxertias devem ser sempre realizadas em porta-enxerto adaptado à espécie. 
Na SERVIRURI optamos pelo Pyrus communis, mais precisamente da selecção "Kirschensaller", isto devido à sua resistência superior ao frio e por originar plantas de vigor mais homogéneo.

Caso pretenda saiba mais junto do corpo técnico da SERVIRURI.

PREPARANDO A NOVA CAMPANHA

Caros Amigos e Clientes,

Ano após ano segue-se o mesmo ritual, com o final da campanha de venda das plantas começamos de imediato a preparar uma nova, para deste modo o continuar a servir cada vez melhor.




Exemplos claros disso são os Kiwis que já crescem nas nossas bancadas, ou dos castanheiros que já se encontram no terreno para mais tarde poderem ser enxertados.


O nosso esforço é sempre no sentido de disponibilizar plantas de excelente qualidade, pois elas são a nossa melhor publicidade.

Comece já a preparar as suas plantações e reserve com antecedência, para poder garantir o material que pretende.